Sexta-feira, 13 de Outubro de 2006

"QUANDO ADIRO A ALGUMA COISA GOSTO DE PAGAR..."

Detesto o gajo do "gato fedorento"! Viram o que deu aquele spot publicitário de uma empresa de telemóveis, viram? Deu ideias ao Sr. Ministro da Saúde, que, alheio ao humor implícito nessa mensagem, quer agora levá-la à prática! Ontem assisti à Grande (?) Entrevista com a judite de Sousa, e como doente potencial fiquei assustado! Em todo o mundo civilizado, a Cirurgia Ambulatória (operar o doente e dar alta no mesmo dia, com as mesmas condições de segurança do internamento), está a ser implementada como um meio de rendibilizar os serviços de saúde. Os incentivos estatais para os hospitais adoptarem esta metodologia são imensos. As campanhas de sensibilização junto dos dontes, visando explicar a segurança e comodidade de tal prática, idem aspas. Em Portugal, o nosso ministro tem uma opinião diferente e totalmente original! Como diriam os Monty Pyton: "and now, something completely diferent..." (para os leigos, os Monty Python não são ministros da saúde do seu país...) Quanto aos doentes pagarem uma taxa para serem internados e operados, acho muito bem!! É assim mesmo: queres ser internado e operado, queres? Então paga e não bufes, que é para não seres esperto! Esta malta contestatária também não sabe o que quer... A reestruturação das urgências hospitalares vai deixar 10% dos portugueses a mais de uma hora de um serviço de urgência! É apenas um milhão de portugueses, que diabo! É preciso tanto barulho por causa de "apenas" um milhãozito de pessoas? É claro que não explicou o que é "estar a menos de uma hora"... Após o acionamento dos meios de socorro? Depois da ambulância estar à porta? Como é? Ficámos também a saber que os cardiologistas portugueses foram os primeiros na europa a utilizar uns dispositivos ("stents medicalizados(?)") para tratar os portugas "cardíacos". O Sr. Ministro já deu provas mais que suficientes de gostar muito mais dos últimos que dos primeiros, mas daí a dar a entender que esses dispositivos ainda não provaram a sua eficácia e são muito caros... também não havia necessidade... A Ordem dos Médicos vai calar-se? Eu cá não me ficava! Já não percebo nada disto: o Primeiro Ministro quer apostar na inovação tecnológica (mais de 60% de investimento no OGE) o Ministro da Saúde não quer, o Ministro das Finanças diz que não paga, e o Ministro da Saúde diz que quem está doente é que tem de pagar! Vá lá a gente endendê-los... Se isto é o Choque Tecnológico, ainda vou ser electrocutado! Não vou ter problema! Estou a menos de uma hora de um serviço de urgência!
Luis Pinheiro às 14:20
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 29 de Agosto de 2006

TEORIA DA CONSPIRAÇÃO- Ministro da Saúde Astrónomo?

Só pode ser! Depois de muito investigar, o Iconoclasta está perfeitamente convencido que o nosso Ministro da Saúde (MS) é astrónomo, membro da União Astronómica Internacional, e o principal responsável pela despromoção daquele corpo celeste da sua condição de planeta. Porquê? Ora vejam: no plano de restruturação do MS, Plutão deixou de ser rentável! Um planeta com apenas 2306 Km de diâmetro equatorial, gravidade de 0,58 g e uma velocidade orbital média de 4.666 Km/s, francamente... não tem condições para continuar a funcionar como planeta. Como não se pode encerrar, despromove-se, e pronto! É claro que os plutónicos já interpuseram uma providência cautelar, mas, como o fizeram em tribunais portugueses (ainda por cima em férias judiciais)...podem tirar os "#)()$#"#% (cavalos da chuva, em plutonês)! Entretanto, as situações de urgência estarão asseguradas pelo vai-vem do IEEM (Instituto Espacial de Emergência Médica), que fàcilmente percorrerá os 14.751.855.862 Km necessários, caso o ex-planeta se encontre no seu afélio (ponto orbital mais distante). Se atentarmos nas recentes reformas estruturantes preconizadas pelo MS (encerramento de maternidades com critérios discutíveis, abolição das horas extraordinárias — fundamentais para fazer face às necessidades na maioria dos hospitais— abolição das Carreiras Médicas, subida das taxas moderadoras, diminuição das comparticipações nos medicamentos, transferência da responsabilidade do tratamento dos doentes para o sector privado (ou para Espanha...), etc., não é difícil associar a despromoção de Plutão ao nosso MS. Pode ser que um dia...à semelhança do que parece vir a acontecer a 14 hospitais EPE, as coisas andem outra vez para trás... à boa maneira lusa. Mas tenhamos confiança! Astrónomo ou não, era, antes de integrar este governo, "quem mais percebe de Saúde em Portugal" como foi afirmado por um jornalista num debate televisivo. Penso que esta acusação já foi desmentida pelo visado, e que está a seguir os seus trâmites legais em sede própria, encontrando-se em segredo de justiça. O que significa que, não tarda nada, todos vamos saber o que se passa.
Luis Pinheiro às 00:24
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 19 de Maio de 2006

INGRATOS! SÃO UNS INGRATOS! PRONTOS!

Ele há coisas que realmente até dão a volta ao estômago!
Os meus sogros tinham um andarzito aquí na cidade, ocupado por um casal de idosos.
Entretanto, como abandonaram o prédio, eu resolvi comprar o andarzito aos meus sogros. Contudo, por várias vezes recebemos os seus cartões de beneficiários de ADSE naquela morada que, civicamente, devolvíamos aos serviços emissores, acompanhados de uma informação sobre os motivos da devolução.
Recentemente, lá vieram mais dois cartões da ADSE...
Partilho convosco a carta que acompanhou a devolução. Vejam lá...os portugueses são ou não uns ingratos,hein?

Exmo Senhor:
Director Geral de Protecção Social aos Funcionários e Agentes da Administração Pública (Ufa!!!)

Dirijo-me agora a V. Exª com a finalidade de devolver aos vossos serviços (pela enésima vez!) os cartões de beneficiários da ADSE dos cidadãos Jacinto e Maria Fernanda.
Na verdade, é surpreendente como as pessoas se recusam a beneficiar das "benesses" e protecção social dos Estado (governo), que tão meritório esforço tem feito para proporcionar uma excelente qualidade de vida aos cidadãos, mercê da eficácia e rigor da nova modernização administrativa.
Também por parte dos cidadãos se tem verificado uma compreensão para com esse esforço, e reconhecimento de que as despesas do Estado devem ser bem distribuidas, para poderem chegar a "quem precisa" (sic. José Sócrates - Campanha Eleitoral).
Por esse facto, o Senhor Jacinto e a D. Maria Fernanda, abdicaram, embora involuntáriamente e desfasado no tempo, do beneficio desses direitos assistenciais desde há mais de 5 anos, deixando de contribuir para o déficit financeiro da segurança social, abandonando o mundo dos vivos. Não têm (que se saiba) voltado a utilizar os serviços assistenciais que o Estado insiste em lhes proporcionar, mas que olimpicamente continuam e recusar.
Assim sendo, solicito a V.Exª que mande os seus serviços suspender o envio dos cartões da ADSE para a morada constante no impresso, dado que deixaram de ser inquilinos desse prédio exactamente no mesmo dia em que deixaram de beneficiar dos serviços da ADSE. Coincidencias?

Os meus melhores cumprimentos
Luis Pinheiro às 22:01
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 7 de Fevereiro de 2006

VOLTO JÁ!

Pois é...não tenho tido grande tempo para a escrita e para as visitas. Eu volto dentro em breve. A sério, muito em breve mesmo.
Luis Pinheiro às 00:59
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 17 de Outubro de 2005

ESTOU MELHOR...OBRIGADO!

psiq.jpg

Um pouco antes do periodo eleitoral, e aproveitando um curto periodo de merecidíssimas férias, fui visitar o meu psiquiatra holandês.
Psiquiatra holandês? Mas este gajo percebe holandês? - perguntam vocês!
Que importa, eu também não percebo psiquiatras... por isso criámos logo uma grande empatia!
Tudo começou no dia em que lhe disse (em inglês, claro!) que o Mário Soares tinha formalizado a sua candidatura à PR, que o Major se ia candidatar a Gondomar, a Fátima Felgueiras tinha regressado a Portugal e andava à solta, o Avelino era candidato em Amarante e o Isaltino fazia campanha em Oeiras.
- U bent volledig krankzinnig!!! (Estás completamente tótó!!!) - pensou alto e a abanar a cabeça...
Depois de uma longa conversa sobre a minha infância, as relações parentais, as tentativas (consumadas, ou não) de violação, e a idade em que deixei de fazer chi-chi na cama... lá veio o diagnóstico implacável:

- Ijlkoorts en vervolgende babbeltje!!! (Delírium e confabulação mitómana persecutória!!!)
- Porra! Estou feito!

Receitou-me umas pastilhas, proibiu-me de andar de carro, e aconselhou-me repouso! Mas fizeram-me bem, o raio das pastilhas! Comecei a entender tudo: o Soares afinal estava ligado à Soares da Costa, que, juntamente com a Mota Engil, lixaram o Avelino em Amarante! E não só! Desde os tempos de tentativa de assassinato do António Oliveira por audiovisuais, que a comunicação social não pára! Agora foi o Avelino! Tenho a certeza que eram esses gajos que estavam dentro das urnas a gamar selectivamente os votos! por isso não apareceram! Quem apareceu em Fátima foi a Senhora de Felgueiras! Os pastorinhos levavam a merenda num saco azul! O Major, foi votado pelo público para continuar na 1ª Companhia, e depois do azar com um microfone mandou f... Gondomar! O Isaltino largou a massa em Oeiras e candidatou-se à câmara de Genebra.

- Bent beter u? (estás melhor?) - perguntou o meu amigo psiquiatra. Já entendes melhor os políticos do teu país? (agora sem tradução...)

Como não sei holandês, respondi num inglês mais ou menos:
- PUT A KEEP ARE YOU!!! (ler 2 vezes bem alto com sotaque brasileiro)

Luis Pinheiro às 23:52
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Sábado, 1 de Outubro de 2005

Tudo tem explicação...

preto.jpg
Por mais que se sucedam os periodos eleitorais, e as campanhas de esclarecimento político, mais se ouvem os queixumes em relação à falta de qualidade dos nossos políticos actuais! Porque será?
Cá para mim, acho que começam a esgotar-se as soluções com qualidade. Os "bons", ou já lá estiveram ou não querem ir para lá! Já repararam na quantidade de políticos que estiveram nos governos, quase sem aquecer o lugar, e que se passaram para a "vida normal", bem colocados em empresas privadas a desempenhar bem o seu papel?
É claro que também há os outros, os que continuam a passear a sua mediocridade pelas empresas, também sem aquecerem o lugar...
Já sei...agora vão-me chagar o juízo e dizer como toda a gente:
- Olha lá! Se achas que podes fazer melhor, porque não vais tú para lá?
Náááá! Eu?
Já sabia o que me esperava... ao fim de alguns dias, a oposição (seja lá qual for...) já teria posto em campo uma série de auto-denominados "jornalistas de investigação", a publicar aquela cena de eu ter partido um lápis ao meu colega de carteira na primária, ter apanhado uma "tabela" na tasca do Raúl (e por isso não saber onde estava no 25 de Abril...) ter sido sócio da Académica nos tempos do fascismo, ter copiado no ponto de Fisico-Quimica, ter uma vez pegado numa criança ao colo (pedófilo de merda!) e ter passado uma receita de um medicamento daquele laboratório, cujo delegado me ofereceu uma esferográfica (corrupto de merda!)!...
Entretanto, já tinha saído de casa. A minha família não aguentaria tanto vexame!
Como vêem, sou um facínora da pior espécie! Iconoclasta para a rua...JÁ!
Luis Pinheiro às 00:19
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|
Segunda-feira, 19 de Setembro de 2005

Bolo-Rei

bolo-rei.jpg


Ao fim de tanto tempo, possivelmente estavam convencidos que o Iconoclasta tinha desaparecido do mapa... Não é verdade! O Iconoclasta esteve em meditação profunda, para tentar perceber os males deste pobre país, sustentado pelos pagantes de sempre, e delapidado pelos incompetentes...de sempre!
Como é sabido, só os políticos têm a “capacidade” e a "competência" de assumir a liderança de qualquer projecto, seja ele ministerial ou empresarial. Todos conhecem ministros ecléticos que, em sucessivas legislaturas (seja lá isso o que for...), assumiram pastas diversas, evidenciando sempre as mesmas (in)capacidades.

Todos os partidos estão repletos de ex-jovens cola-cartazes, guindados agora ao mais alto grau do poder político, sem que lhes seja conhecida qualquer habilitação técnica para o desempenho dos cargos que lhe são distribuidos, em reconhecimento pela sua acção nos megafones das campanhas, e como carregadores de tábuas para os palcos dos comícios.

A avaliar pela instituição onde trabalho, posso presumir que as coisas se processam da mesma forma nos outros sectores da actividade pública. Isto é: nomeia-se um amigo político para a Direcção, Presidência ou Conselho de Administração de qualquer coisa, e ...depois vê-se!
Aliás, devo dizer que não é necessário nenhum requisito para se ser, por exemplo, director de um hospital... se fosse, o do meu, e de tantos outros, não o seriam!
Se, apenas por mera coincidência, o desempenho não for catastrófico (pode até ser medíocre...), mantém-se no cargo. Senão, argumenta-se com a conjuntura, subida do pitroil, forças de bloqueio (e outras fórmulas à venda nas grandes superfícies) e, em vez de o demitir por incompetência... “remodela-se a gestão”, promovendo-o um degrau acima, como preconizado no Princípio de Peter!
Deve ser a minha sina! Sempre que cortava uma fatia do bolo-rei saía-me a fava!

Mas o Iconoclasta, depois deste periodo em meditação, encontrou a solução definitiva:
Como não há qualquer esperança de que os governos cumpram com o que prometem nas campanhas (nomeação para os cargos por concursos públicos) e nós, passivamente, os vamos incompreensivelmente aturando, deve ser implementada uma maior rotatividade nas nomeações...até acertarem!
Façam como eu, vem aí o Natal! Comam muito bolo-rei! Um dia há-de sair o brinde...em vez da fava!
Luis Pinheiro às 19:23
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
Sexta-feira, 19 de Agosto de 2005

Vale a pena eu regressar?

fogo.jpg
Quer acreditem ou não, esta foi a pergunta do nosso primeiro ao nosso segundo (Ministro António Costa), a propósito do estado calamitoso de um país a arder por dentro e por fora. Quer acreditem ou não, a resposta foi (segundo p próprio ministro) de que não era necessário. (vêr última edição da Visão).
Absolutamente fascinante! Realmente, haveria alguma justificação para o regresso antecipado de umas merecidas (?) férias no "quentinho" do Quénia? Só se fosse porque estava mais quentinho por aqui...
Estou a imaginar um qualquer portuga, de papo para o ar, num qualquer lugarejo da costa alentejana (qual Quénia qual caraças...) a receber uma chamada ou SMS do primo afastado a dizer: "a tua família teve um acidente de carro e estão hospitalizados"!
Sendo apenas um pouquinho estúpido, o raciocínio até poderia seria algo parecido com isto:
- Pois é... é chato! Mas... o que é que vou lá fazer? Não sou médico, não sou enfermeiro... eles já estão no hospital... está lá o meu primo...
Por muito estúpido que se seja, há perguntas que nunca deveriam ser feitas! Uma delas é a que terá feito o nosso primeiro! A decisão em regressar ou não, perante uma calamidade nacional, compete-lhe exclusivamente, não sendo delegável em ninguém!
Aparentemente, e conhecedor do facto do primero ministro não ser bombeiro, o ministro A. Costa terá respondido que não valia a pena. Fez mal!!
O nosso primeiro já demonstrou recentemente que, apenas com um pequeno esforço, e com ajuda dos seus colaboradores, consegue meter mais água que dois Canadaires e quatro helicópteros todos juntos.
Que jeito daria tanta água para apagar os fogos....
Luis Pinheiro às 20:28
link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito
|
Quinta-feira, 4 de Agosto de 2005

MaKambúzios

(ou Murkões na versão Norte)
Pouca coisa há de pior que um macambúzio! Às vezes por razões pessoais, profissionais, ou mesmo por esforçada educação, temos de aturar um macambúzio...Chiça! O gajo é mesmo do piorio...
Há tempos, em vésperas de um daqueles eventos a que os media insistem chamar "actos de corrupção activa" (vulgo congressos, para os de boa fé), encontrei um colega no bar do hotel, conhecido vagamente de outros eventos similares:
-Olá, tás bom?
- (Movimento ondulante com a mão a querer dizer "assim-assim")
Sentámo-nos no "living", e o gajo sempre em silêncio.
Pedí uma cerveja, e perguntei:
- Queres uma?
- Não! Provei uma vez e detesto isso!
Calei-me logo! O gajo até parecia ofendido! No fim da bejeca, puxei por um cigarrinho (maldito vício...):
- Fumas?
- Nem pensar! Experimentei uma vez e detestei!
Mau! Daqui a bocado não tenho conversa! Descobri uma mesa de snooker alí ao pé e, num alegre e despropositado tom de voz, desafiei, fazendo menção de me levantar:
- Vai um joguinho?
- Não obrigado! Experimentei uma vez e não gostei!
Porra! Já estava pelos cabelos! Numa última tentativa de comunicação, comecei a falar dos meus "putos", dizendo o que estudavam, como eram, a idade que tinham, os hobbies, bláblábláblá...
- E tú? Tens filhos?
- Sim! UM!
Luis Pinheiro às 23:48
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito
|
Sexta-feira, 29 de Julho de 2005

ÚLTIMA HORA - PR EM COMA!!

Imagem 1.jpg

Hoje acordei sobressaltado! Descobri que o nosso PR está em COMA!
A tabela que veêm em anexo, designada por Escala de Glasgow, é largamente utilizada por nós (os que vos tratamos da saúde...) para avaliar o nível de consciência de quem deu uma cabeçada em alguma coisa (ou alguém...). Avalia-se a resposta à abertura dos olhos, a resposta verbal, e a resposta motora. Somam-se todos os pontinhos obtidos, e, se o somatório for igual ou inferior a 8... o cristão está em COMA.
Aquí há uns meses atrás, o nosso PR:
- Abriu os olhos à voz (da oposição...) logo tinha 3 pontos.
- Tinha uma resposta verbal orientada (±...) - 5 pontos.
- Assinou espontaneamente a demissão do governo, mostrando ter uma boa resposta motora - 6 pontos.
Logo, como se vê, o nosso PR tinha 14 na Escala de Glasgow. Nada mau...
Mas hoje, como disse, acordei sobressaltado! Face à actuação deste governo nos últimos 4 meses, descobri que:
- O PR mantém os olhos fechados e não reage a estímulos - 1 ponto
- Não se ouve dizer nada. Nem um som, mesmo que incompreensível - 1 ponto
- Tem uma resposta motora nula. Não faz rigorosamente nada - 1 ponto
- O PR totaliza 3 na Escala de Glasgow. Está em coma profundo que, com este valor, significa na quase totalidade dos casos morte cerebral.

P.S. (mesmo!)- Agora um aviso também de última hora:Estejam atentos! O apoio incondicional do PS ao seu candidato presidencial é um sinal premonitório, inequívoco, da inteção do Governo para passar a idade da reforma para os 85 anos. "Vão-se lixar! Se o nosso candidato pode trabalhar até aos 85 anos, vocês também!" (sic) José Aristóteles
Luis Pinheiro às 13:20
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

.Eu

.pesquisar

 

.Outubro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. "QUANDO ADIRO A ALGUMA CO...

. TEORIA DA CONSPIRAÇÃO- Mi...

. INGRATOS! SÃO UNS INGRATO...

. VOLTO JÁ!

. ESTOU MELHOR...OBRIGADO!

. Tudo tem explicação...

. Bolo-Rei

. Vale a pena eu regressar?

. MaKambúzios

. ÚLTIMA HORA - PR EM COMA!...

.arquivos

. Outubro 2006

. Agosto 2006

. Maio 2006

. Fevereiro 2006

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds